Doctor Who selfie

As estreias do Doctor Who

[vc_row layout=”wide” margintop=”0″ marginbottom=”0″ paddingtop=”0″ paddingbottom=”0″ bg_color=”#ffffff”][vc_column][vc_column_text]

Os fãs do Doctor Who estavam extremamente ansiosos para a o episódio de estreia de Peter Capaldi – Deep Breath que passou ontem mundialmente (o que dá uma bela ideia de como a série “pegou”). Ontem a BBC passou uma maratona da série com vários episódios em sequencia e os 2 últimos foram os especiais “A day of the Doctor” (especial do quinquagésimo aniversário e a primeira aparição de Capaldi) e o último episódio de Matt Smith “The time of the Doctor” onde acontece a sua regeneração para a versão do Peter Capaldi.

Mas antes de falar do episódio do Capaldi vamos relembrar as estreias do Doctor Who:

Primeiro Doctor – An Unearthly Child

Quando tudo começou à 50 anos atras… 

Segundo Doctor – The Power of the Daleks

Esta é a parte da série que teve seus arquivos perdidos e portanto não há vídeos…

2ndDoctor

Terceiro Doctor – Spearhead from Space

Quarto Doctor – Robots

Quinto Doctor – Castrovalva

Sexto Doctor – The Twin Dilemma

Sétimo Doctor – Time and the Rani

Oitavo Doctor – The TV Movie

Nono Doctor – Rose

Décimo Doctor – The Christmas Invasion

Uma das encarnações mais populares e querida, o preferido do @nerdpai

Décimo-primeiro Doctor – The Eleventh Hour

O meu preferido….

Bem e aqui vamos nós!!!! Não custa avisar – SPOILERS!!

Primeiramente, devemos lembrar que existe o ciclo whoviano de amor, e que estamos (no meu caso) entre os estágios 1 e o 2. Parte de já estar nesta fase tão cedo é por causa do trailers e da ideia de que este Doctor será menos engraçado e mais badass

E pra começar logo de cara, sim eu gostei do Peter Capaldi como o Doctor! Achei que o papel caiu bem nele e considerando os eventos dos 2 principais episódios onde ele foi apresentado, dá uma ideia de como o Doctor está mais maduro e não muito afeito à brincadeiras.

Como você pode ter notado acima, o primeiro episódio depois da regeneração mostra um Doctor confuso e sem memória dos acontecimentos anteriores e por isso achei a ideia de coloca-los na Londres vitoriana com Jennhy, Strax e Madame Vartra muito sensata pois ajudou a desatar o nós da “tensão sexual” que havia entre o 11 doctor e a Clara, que é única explicação para seu desapontamento com a nova aparência, visto que a “impossible girl” conhece todas as reencarnações anteriores. Aliás, acho que isso foi feito para os fãs novos, que começaram a seguir a série recentemente e não estão acostumados ao processo de regeneração (David Tennant ficou no papel de 2005 a 2010) e os melhores candidatos eram realmente Vastra, Jenny, e Strax.

No geral achei o episódio bom e mostrou que Capaldi pode sim ser um bom Doctor (Mas o Matt Shith ainda é melhor) e poderá leva-lo “para as trevas”, o que será interessante de acompanhar. Ahhh um ponto que gostei bastante é da nova abertura: