Arquivo da categoria: Esportes

Classificação na China

E a classificação na China da F1 realmente ocorreu, apesar da poluição extrema, principalmente perto do hospital (e não na pista como a TV informa) e que inviabiliza o uso do helicóptero para resgate em caso de acidente. Inclusive há uma escolta policial para abrir caminho nas ruas caso seja necessária a remoção de alguém do circuito.

Na pista percebemos que a Ferrari realmente chegou na Mercedes, comandaram o TL3 e estavam caminhando para a Pole. Só não contavam com o Hamilton que está em uma sequência de voltas lançadas desde outubro e que encaixou A volta e colocou uns bons décimos a frente do Vettel em segundo.

Mas não se enganem, no vídeo comparativo dá pra ver que o Alemão deu ‪uma errada no miolo que fez esta diferença, antes estava colado. 

 https://www.youtube.com/watch?v=kfWhKBBEGEo&sns=tw

Ou seja, se não chover, Vettel tem todas as chances de vencer novamente.

F1-2017 Australia

E finalmente pudemos ver as alterações do regulamento da F1 em ação na pista e o que vimos foi um misto de alegria e tristeza.

Alegria, pois apesar do massacre do Hamilton na classificação, em ritmo de corrida a Ferrari parece estar bem mais próxima das Mercedes, o que permitiu que Vettel ficasse próximo de Hamilton após a largada e desse o pulo do gato na parada única de box, assumindo a liderança e vencendo.

Além disso pudemos ver que os carros estão realmente muito mais rápidos nas curvas e muito mais bonitos.

Mas, sempre tem um “mas”, estas mesmas mudanças não foram capazes de diminuir a dependência aerodinâmica  e com o aumento da aderência mecânica dos novos pneus, tornou o ato de ultrapassar muito mais difícil, pois os carros pode frear mais próximo da linha do “Deus me ajude” e conseguir contornar a curva ao passo que a asa traseira mais baixa deixa ela suscetível a mais turbulências diminuindo a chance de andar próximo do carro a frente.

Com isso, mesmo com um carro mais rápido Hamilton ficou travado atrás de Verstapen (que não conseguiu passar o Kimi no final, mesmo com seu arrojo) e permitiu que o Vettel se desse melhor na estratégia e levasse a corrida.

Um ponto que demonstra que as corridas vão precisar de mais tômpero é que apenas os 6 primeiros terminaram na mesma volta e mesmo assim com grandes espaços entre eles.

Agora uma coisa que está notória e muito bem vinda é a nova administração da F1 com o Liberty Media que liberou as equipes para usarem mais as mídias sociais e colocou o resumo da prova no Youtube com a narração oficial e não mais aquele clipe musical no próprio site e que não podia ser incorporado/publicado.

A nova F1 em 2017

A F1 irá voltar em 2017 com uma cara totalmente nova, buscando tornar os carros mais bonitos e complicados de pilotar para buscar maior competitividade na categoria. E as mudanças não serão pequenas e podem realmente mexer com o equilíbrio de forças da categoria dependendo de como cada uma das equipes implantar soluções para as novas regras.

A primeira e mais visual de todas é o aumento do tamanho dos pneus, fazendo lembrar dos usados na década de 70. Para se ter uma ideia o novo dianteiro é praticamente do tamanho do traseiro de 2016 e a previsão da Pirelli é que os carros ganhem algo em torno de 2,5 segundos por volta só com esta alteração.

Além dos compostos, os carros de 2017 serão mais largos como um todo, com a asa traseira mais baixa, dando um visual agressivo aos modelos do ano que vem. Vejam a diferença na tabela:

Mas fica muito mais claro quando comparamos os carros:

Além disso o sistema de # para restringir a evolução dos motores foi abandonado (E isso é uma excelente notícia). Durante um fim de semana de GP, se um piloto precisar de mais de uma peça da unidade de potência, ele estará sujeito a punição e apenas a última das peças adquiridas poderá ser usada nos eventos seguintes sem punição. Isso se dá para evitar o estoque de peças extras da unidade motriz.

Acredito que com estas mudanças a dependência aerodinâmica será reduzida em prol do ganho da aderência mecânica dos pneus, o que pode deixar os carros andarem mais próximos um do outro e permitindo muito mais ultrapassagens, além de terem um ganho de mais uns 2 segundos, além dos já obtidos com os pneus.

A Red Bull e a Ferrari tem uma enorme chance de colarem na Mercedes, assim como a McLaren de ressurgir.

E você o que achou das mudanças?

 

Evolução dos jogos de F1

F1/Corrida é junto com ping-pong um dos estilos de jogos de video-game mais antigos do mundo, existindo praticamente deste a primeira geração de pixels gigantes e quadrados.

E aproveitando que tivemos o lançamento de mais uma versão do F1 da Codemasters o video abaixo mostra o quanto o estilo evoluiu e como a imaginação antigamente era a maior feature de qualquer video-game.

Aliás, lembro até hoje do evento que foi em 1989 o lançamento do Super Monaco GP da Sega que teve a consultoria do Senna.

O vídeo só tem um defeito… Não mostra o maior jogo do gênero de todos os tempos: Enduro

E para efeito comparativo, segue abaixo o trailer do F1-2016

É uma coisa linda este novo jogo, presente de natal já definido eheheheh

Le Mans 2016

Le Mans é algo único no automobilismo mundial. Uma corrida que vale mais que muitos campeonatos juntos atualmente (Sim, estou olhando para você Bernie) e que apesar das 24h de duração, reserva dramas até os minutos finais como vimos este ano com a Toyota.

Após liderar boa parte das 24h com uma estratégia primorosa que compensou a menor velocidade e potência frente aos Porsches, uma peça na linha de ar entre o turbo e o intercooler apresentou algum defeito que subitamente tirou a potência do motor de Nakajima.

Apesar de conseguirem redirecionar a conexão, mas já era tarde demais para terminarem a volta final em menos de 6 minutos e portanto não conseguiram terminar a Le Mans 2016, foi de dar uma dor no coração ver o box da equipe enquanto o carro ia parando na reta dos boxes.

Aqui o vídeo da Porsche sobre a prova deste ano.