Fonte: Reuters

F1-2017 Australia

E finalmente pudemos ver as alterações do regulamento da F1 em ação na pista e o que vimos foi um misto de alegria e tristeza.

Alegria, pois apesar do massacre do Hamilton na classificação, em ritmo de corrida a Ferrari parece estar bem mais próxima das Mercedes, o que permitiu que Vettel ficasse próximo de Hamilton após a largada e desse o pulo do gato na parada única de box, assumindo a liderança e vencendo.

Além disso pudemos ver que os carros estão realmente muito mais rápidos nas curvas e muito mais bonitos.

Mas, sempre tem um “mas”, estas mesmas mudanças não foram capazes de diminuir a dependência aerodinâmica  e com o aumento da aderência mecânica dos novos pneus, tornou o ato de ultrapassar muito mais difícil, pois os carros pode frear mais próximo da linha do “Deus me ajude” e conseguir contornar a curva ao passo que a asa traseira mais baixa deixa ela suscetível a mais turbulências diminuindo a chance de andar próximo do carro a frente.

Com isso, mesmo com um carro mais rápido Hamilton ficou travado atrás de Verstapen (que não conseguiu passar o Kimi no final, mesmo com seu arrojo) e permitiu que o Vettel se desse melhor na estratégia e levasse a corrida.

Um ponto que demonstra que as corridas vão precisar de mais tômpero é que apenas os 6 primeiros terminaram na mesma volta e mesmo assim com grandes espaços entre eles.

Agora uma coisa que está notória e muito bem vinda é a nova administração da F1 com o Liberty Media que liberou as equipes para usarem mais as mídias sociais e colocou o resumo da prova no Youtube com a narração oficial e não mais aquele clipe musical no próprio site e que não podia ser incorporado/publicado.