A nova F1 em 2017

A F1 irá voltar em 2017 com uma cara totalmente nova, buscando tornar os carros mais bonitos e complicados de pilotar para buscar maior competitividade na categoria. E as mudanças não serão pequenas e podem realmente mexer com o equilíbrio de forças da categoria dependendo de como cada uma das equipes implantar soluções para as novas regras.

A primeira e mais visual de todas é o aumento do tamanho dos pneus, fazendo lembrar dos usados na década de 70. Para se ter uma ideia o novo dianteiro é praticamente do tamanho do traseiro de 2016 e a previsão da Pirelli é que os carros ganhem algo em torno de 2,5 segundos por volta só com esta alteração.

Além dos compostos, os carros de 2017 serão mais largos como um todo, com a asa traseira mais baixa, dando um visual agressivo aos modelos do ano que vem. Vejam a diferença na tabela:

Mas fica muito mais claro quando comparamos os carros:

Além disso o sistema de # para restringir a evolução dos motores foi abandonado (E isso é uma excelente notícia). Durante um fim de semana de GP, se um piloto precisar de mais de uma peça da unidade de potência, ele estará sujeito a punição e apenas a última das peças adquiridas poderá ser usada nos eventos seguintes sem punição. Isso se dá para evitar o estoque de peças extras da unidade motriz.

Acredito que com estas mudanças a dependência aerodinâmica será reduzida em prol do ganho da aderência mecânica dos pneus, o que pode deixar os carros andarem mais próximos um do outro e permitindo muito mais ultrapassagens, além de terem um ganho de mais uns 2 segundos, além dos já obtidos com os pneus.

A Red Bull e a Ferrari tem uma enorme chance de colarem na Mercedes, assim como a McLaren de ressurgir.

E você o que achou das mudanças?