DARPA’s Cyber Grand Challenge

Anualmente em Las Vegas acontecem 2 das maiores convenções de segurança da informação do mundo, a BlackHat e a Def Con, que possuem propostas e até publicos um pouco diferentes. Enquanto a primeira ficou mais “comercial” a segunda ainda tem uma aura “underground”.

Na Def Con um dos eventos mais procurados, além das palestras, é a tradicional competição de Capture the Flag onde diversos times de hackers tentam invadir os servidores dos outros para “pegar a bandeira”. Entretanto este ano a DARPA decidiu entrar na brincadeira, mas não competindo, eles criaram um nova modalidade da competição chamada de Cyber Grand Challange:CGC_Stacked_ColoronBlack.jpg

 

 

 

 

 

 

E o objetivo da brincadeira era bem grandioso… Este é o primeiro torneio de hacking só para máquinas. Isso mesmo, um torneio de Capture the Flag sem intervenção humana, totalmente baseado em machine learning onde a ideia é que os ambientes deveriam se defender e contra-atacar os outros oponentes sozinhos, olha o naipe dos brinquedos:

20160804_vega_034.jpeg

Isso mostra que hoje a questão de CyberSecurity não é mais uma questão apenas empresarial, mas sim de segurança nacional e cada vez mais importante devido ao impacto que pode causar. Sistemas como estes serão as novas armas de defesa de fronteiras, pois não precisam dormir, comer e não se importam com fusos horários para manter a vigilância. Ok que o humano sempre precisará estar presente (por enquanto), mas o ganho de escala e velocidade destas tecnologias para a identificação e resposta é surpreendente.

E todo o evento foi filmado e está disponível para que possamos ver como a tecnologia de machine learning está evoluindo a passos logarítimicos e sendo usada nas mais diversas atividades.

Obviamente todos os computadores e programas foram devolvidos para a DARPA que poderá combinar o melhor de cada um deles no seu próprio ambiente.