Mônaco 2014 – Guerra psicológica

[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]A guerra entre Senna e Prost na McLaren começou no GP de San Marino de 1989 e hoje acabamos de ver o inicio da guerra entre Hamilton e Rosberg na Mercedes, e com a tática do alemão dando certo para obter a vitória.

A tática deu tão certo que o Hamilton não só acusou o golpe do companheiro de equipe, como também atirou para os lados da Mercedes, deixando claro claro após a prova: “Nós não somos amigos, somos colegas”, e disse ainda que “A McLaren tinha duas equipes de estratégia, enquanto a Mercedes só tem uma, embora seja uma equipe brilhante”, reclamando do fato de que poderia ter sido chamado para um pitstop crucial que poderia ter alterado sua história na corrida, levando-o a brigar de fato pelo primeiro lugar. Ao contrário, entraram juntos na Bandeira amarela e mantiveram as posições de largada.

[/vc_column_text][vc_gallery type=”flexslider_fade” interval=”3″ images=”1120,1116,1121,1119,1117″ onclick=”link_image” custom_links_target=”_self”][vc_column_text]Com a vitoria Rosberg retoma a liderança do campeonato e tem 122 pontos, contra 118 de Hamilton. Mais uma cabeça mais tranquila, e em um campeonato onde só as Mercedes estão andando na ponta, pelo menos que elas briguem entre si.

A próxima prova será no Canadá, no dia 8 de junho.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]