Baterias de Smartphones–Hoje e o amanhã

Um dos maiores pesadelos modernos é você ficar sem bateria no seu smartphone ainda no meio do dia e principalemente longe de uma tomada disponível. E mesmo quando temos uma tomada disponível, muitas vezes não é o ideal, pois sua mobilidade foi totalmente perdida…. Quando deixo o celular na mesa carregando e vou a uma reunião durante o dia parece que você não está completo.

Pois bem, com isso existem diversos truques para aumentar a vida útil da bateria (que pode variar dependendo do seu uso), desde os básicos de desligar o Wi-Fi e o Blutooth, OK é aceitável pois se você não estiver usando é um dreno da sua carga, até os extremos de diminuir ao máximo o brilho da tela, o que na minha opinião é um pouco demais.

Já existem no mercado celulares que carregam a sua bateria por indução, que são bem legais, mas ainda dependem de uma tomada e que você deixe seu celular quieto na base. Soluções wireless de carga por indução existem, mas dependem de uma bobina gigante em algum ponto da sala e podem ter o incoveniente de fritar ovos (entenda isso como quizer).

Energia over the air

Um ponto que sempre me deixou curioso é porque até hoje não temos celulares com células fotovoltáticas, como nas calculadoras, não para carregar mas para, pelo menos manter a carga da bateria enquanto o celular estiver quieto na mesa. Bem, a Tag Hauer também pensou nisso e criou o Meridiist Infinite, um celular de luxo (celular mesmo, não é um smartphone), mas com uma ideia interessante: Há um painel solar transparente entre o LCD e o cristal de safira, e ele carrega a bateria ou mantem a carga atual, pelo menos.

Outro ponto da engenharia que poderia ajudar e complementar a ideia acima seria: Carregar a bateria em apenas alguns segundos.

Isso seria um sonho, mas uma pena que atualmente temos algumas limitações físicas nas baterias que impedem que isso sea feito. Mas não podemos deixar de tentar, certo? Certo! e portanto a startup israelense StoreDot apresentou uma solução onde uma bateria que é carregada em 30 segundos!!! Veja com seus próprios olhos:

Tudo muito lindo, maaaaassss (sempre tem um maaassss), será que a vida útil da bateria é mantida ou teremos que comprar uma nova a cada 6 meses, devido ao processo de carga? Isso sem falar no aquecimento (e derretimento dos celulares de plástico da Samsung) e o risco de explosão, que como este retardado viu, não é nada legal aspirar os gases tóxicos das baterias.

Bem… equanto tudo isso não chega ao iPhone 8, seguem algumas dicas para aumentar a vida últil da sua bateria:

Configurando os ajustes de Localização e Atualização em 2º plano

Se engana quem acha que o Facebook é apenas um ladrão de proidutividade e atenção… Atualmente ele é o app que mais consome a bateria de um smartphone e uma boa dica é desligar o serviço de localização e a atualização em 2º plano do Facebook em Ajustes > Privacidade > Serv. Localização e Ajustes > Geral > Atualização em 2º Plano

 

Mantenha os apps mais usados na multitarefa

Esta dica vale para o iPhone apenas, pois no Android quanto mais apps abertos mais bateria. A Apple criou um modo onde estes apps “abertos” ficam em um estado de congelamento quando em segundo plano, o que reduz muito o consumo de energia pois evita que ao voltar à ativa este sistema não precisam efetuar uma carga compelta de dado o que consuma mais processamento e, consequentemente, mais energia. Por isso, só feche os apps que você realmente não irá mais usar naquele período, para não fazer o processador trabalhar dobrado.

 

Você NÂO precisa de notificações para todos os apps

Desabilite as notificações de aplicativos que não são tão úteis em Ajustes > Central de Notificações.

COm estas dicas simples você poderá ter algum ganho sensíve na vida útil da bateria e aumentar um pouco o tenpo entre as recardas.