E aí? vamos dar uma rolêzinho?

Ultimamente o twitter foi tomado por uma discussão (#Ahvá) sobre os tais rolêzinhos que o pessoal marca pelo Facebook para tomar de assalto shoppings de São Paulo. A nossa esquerda caviar obviamente saiu em defesa destes baderneiros pois enxerga que este é um movimento político onde a juventude excluída socialmente está protestando contra este apartheid que a velha classe-média reacionária impõe.

Veja que bela definição destes floquinhos:
A definição de rolezinho é pegar geral, se divertir, causar certo tumulto, mas sem roubos. Os encontros questionam a cultura do consumo, a percepção das desigualdades e a reivindicação de ingressar no espaço público freqüentado pela classe média paulistana.”

Um grupo de pessoas sair correndo aleatoriamente num local fechado agora é “manifestação que afirma a identidade desses jovens e tenta mostrar para a sociedade que não são invisíveis ou cidadãos de segunda classe”? O que estes filósofos esquecem é que Shoppings são locais privados e que eles possuem regras de conduta social, assim como a rua da sua cidade, a igreja e a sua casa. Quem os frequenta estes lugares sabe destas regras e deve acata-las para a boa convivência social, pois a maioria delas é calcada em algo muito simples: EDUCAÇÃO!
Quem defende esquece que o objetivo primário destes rolêzinhos é causar confusão para filmar e subir no facebook mostrando “olha como sou rebelde!”. Devemos lembrar que sair correndo, gritando, fazendo bagunça NÃO É aceitável não importa a classe social, origem ou etnia e você não deixaria nenhum deles fazer estas coisas na sua casa! – Mesmo que não quebrem ou roubem nada.
Acho engraçado o pessoal defendo o rolêzinho, mas pede para acabar com as torcidas organizadas nos estádios, pois só fazem baderna e acaba tudo em confusão…. 
E quanto ao argumento usando o vídeo de uma turma da FEA-USP fazendo um rolêzinho no Eldorado onde não aconteceu nada, mostra mais uma vez vem a mania do brasileiro de achar que se um fez errado e nada aconteceu, todos podem avacalhar…. Está errado também o que o pessoal da FEA-USP fez e se fizerem novamente devem ser retirados do shopping, pois lembrem-se que o direito de um termina quando começa o do próximo.
Ahhh, flashmob também é muito idiota e cabe dentro dos mesmos argumentos acima…..