Anglia Shandy – 3

E a corrida da Malasia não foi decidida pelo clima, mas gerou um climão tenso na Red Bull e na Mercedes. Mas voltemos a este assunto depois.

A Corrida começou com a pista úmida e portanto todos sairam com pneus intermediários. Logo na largada Alonso partiu pra cima de todos para buscar a ponta e na terceira curva já estava na cola de Vettel, mas tão na cola que toco com o bico e danificou a sua asa dianteira que ficou arrastando pela pista.

Há de se admirar a perícia do espanhol que mesmo assim não perdeu nenhuma posição e segurou o carro bravamente  e  como é uma corrida longa o ideal era entrar nos boxes trocar o bico e reavaliar a estratégia, certo? Errado!!! A Ferrari preocupada com os pneus de chiclete pediu para o piloto continuar na pista até a janela de pit-stops originais, só se esqueceram que a pista tem 2 retas longas onde a pressão aerodinamica na asa é imensa, e se ela aguentou a reta oposta, na reta principal não deu outra… Passou reto deslizando sobre a asa que quebrou e entrou por baixo do carro, deu sorte de não ter acontecido nada mais sério.

Massa largou mal e começou mal a corrida estando na sexta posição já no final da primeira volta e por lá ficou a corrida toda conseguindo recuperar apenas 1 posição e fechando a corrida em quinto. Pouco, muito pouco para quem largou em segundo e que demonstrou que não faz mágica com o carro mediano, diferente do espanhol.

Um fato curioso e muito engraçado ocorreu logo na primeira janela de paradas. Hamilton sofreu um ato falho e apontou para o box da McLaren! Que foi esperta fazendo sinais para ele seguir adiante. Momento que estará facilmente entre os melhores da temporada.

Tirando estes pontos acima a corrida foi bem mediana até depois da primeira parada o Webber deu o pulo do gato e passou o Vettel nos boxes, atrasando a parada ao inves de adiantar como Alonso fez na semana passada (Os alemães xingaram muito no twitter este claro favorecimento ao australiano, só que não). Ai na segunda rodade de trocas de pneus, Webber (safado) mudou a tática e antecipou a parada, mesmo estando com os pneus duros, e o resultado foi que ele se manteve na frente do Vettel novamente e aí algo aconteceu….

O garoto de jeito simples, sorriso facil

 Pateta 1 

mostrou uma faceta até então desconhecida.

Pateta 2

E começou a dar chiliques, no melhor estilo Alonso, dizendo que o Webber era mais lento e que deviam tira-lo da frente….. Coisa feia, se o companheiro está mais lento, vai lá e passa CATZO!

Na terceira parada Webber continuou em primeiro e Vettel perdeu o segundo lugar para Hamilton, mas por pouco tempo e ao passar o inglês ele se deparou com o canguru a sua frente novamente, isso restando 15 voltas para o final, e com isso a Red Bull acionou o rádio e deu os parabens aos envolvidos, mais uma dobradinha garantida, tragam as crianças para casa e prncipalmente BAIXEM A ROTAÇÃO DO MOTOR.  A ordem está no vídeo abaixo:


Sebastian Vettel vs Mark Webber 2013 Malaysian… por Mattzel89

E aí Vettel perdeu um pouco da sua credibilidade e criou uma crise dentro da Red Bull de proporções homéricas. Ele ignorou a ordem e não baixou o giro do motor, estando desta maneira em clara vantagem contra seu companheiro de equipe e na volta 46 passou, mas passou de uma maneira que acho que Horner teve que trocar a cueca depois que viu que ninguém bateu.

Vettel foi um sacana de marca maior… Fez o mesmo que Senna em 1989 quando também deu uma de filho-da-puta e sacaneou Prost, passando quando tinham combinado que não passariam e vencendo a corrida. A inimizade começou alí.

É legal querer vencer? É, mas não a qualquer custo e usando de artifícios baixos. Vettel hoje teve um dia de Senna, mas o Senna em seus piores dias.

Somado isso ao fato de que na briga de 3 e 4 lugares estavam Hamilton e Rosberg disputando, até que veio a ordem para que Hamilton ficasse na frente. Mas aí é diferente e se explica com 2 palavras: Ross Brawn.

No fim das contas todas estas discussoes no rádio e sacanegens geraram o pódio com o maior climão dos últimos tempos. Ninguém estava feliz com o prêmio recebido.